ABOOH

Notícias

Como seria o OOH galáctico? Startup russa responde

Em linha com o movimento de empresas investindo em exploração espacial, a Start Rocket busca investidores para viabilizar anúncios fora da Terra

Vender anúncios no espaço. Esse é o principal objetivo de negócios da startup russa Start Rocket. Com o projeto batizado de “The Orbital Display”, a empresa pretende lançar nanosatélites cúbicos através de outros satélites com o objetivo final de que, ao refletirem a luz do sol, formem um anúncio

Apesar de inusitada e ainda só no papel, a proposta ganhou atenção da mídia já que, nos últimos anos, a exploração privada do espaço tem sido real. Ao Meio & Mensagem, Vlad Sitnikov, fundador da Start Rocket, explica que o projeto já passou da fase da comprovação científica e está no processo de busca por investidores. “No segundo trimestre, vamos testar nossa tecnologia lançando duas bolas estratosféricas a cerca de 40 km da Terra”, diz Vlad.

Questionado sobre o desafio de encontrar investidores em um projeto tão inusitado, ele afirma que existe um interesse principalmente de pessoas físicas que gostam de empresas com iniciativas relacionadas à exploração espacial. “Nossos alvos são as grandes empresas que entendem que nosso projeto não é apenas sobre publicidade, mas para desenvolver a indústria do entretenimento onde ela nunca esteve: no espaço sideral.”

Em dezembro, a Virgin Galactic, se aproximou do espaço com uma espaçonave em mais um marco da corrida espacial da era da informação. A empresa do bilionário Richard Branson havia tentado o feito em 2014, mas sua espaçonave, com dois tripulantes, acidentou-se causando a morte do copiloto. A conquista é simbólica nessa nova corrida que visa o turismo espacial cujos protagonistas são, além de Branson, Elon Musk, da SpaceX, e Jeff Bezos, da Blue Origin.

Carros, sanduíches e pessoas

O espaço, inclusive, não é um lugar estranho para a publicidade. Várias ações de marcas já o tiveram como contexto. Em outubro de 2012, em uma ação patrocinada pela Red Bull, o austríaco Felix Baumgartner saltou da estratosfera. Em 2017, foi a vez de a rede KFC enviar um sanduíche de frango ao espaço em uma ação com a Wieden+Kennedy e a MediaMonks Brasil. Recentemente, em fevereiro do no passado, a fabricante de carros elétricos Tesla lançou um modelo Roadster ao espaço.

Rafael Fittipaldi, creative technical director da MediaMonks e responsável pela equipe do Projeto KFC Zinger, explica que houve uma série de complexidades envolvendo o case. “Na estratosfera a cápsula experimentou temperaturas em torno de -60 °C, e isso é muito mais do que a maioria dos componentes eletrônicos pode suportar. Para resolver essa condição, adicionamos uma espessa camada de isolamento térmico usando os mesmos materiais e técnicas empregadas em missões espaciais reais”, explica.

Fonte: Revista Meio & Mensagem